Exames medicina do trabalho RJ

Homens são as maiores vítimas de acidente de trabalho notificados no HGE

Abril é o mês marcado para lembrar vítimas de acidentes de trabalho, bem como sensibilizar sobre a importância da prevenção destes acidentes. Somente no Hospital Geral do Estado (HGE), mais de três mil acidentes causados no trabalho foram notificados em 2016 e no início de 2017. Homens de 30 a 39 anos lideram o ranking.

Segundo dados divulgados pelo HGE, os números apontam que trabalhadores da construção civil e obras públicas são os que mais dão entrada no hospital por acidentes graves causados durante a execução do trabalho. Logo abaixo vem os trabalhadores de agropecuária em geral e trabalhadores de serviços diversos. Os números somam 3946 de casos notificados.

O engenheiro de segurança do trabalho do Centro de Referência de Saúde do Trabalhador (Cerest) Paulo Fernandes, comentou sobre os números do HGE e afirmou que poucas empresas emitem a Comunicação de Acidente de Trabalho (CAT), bem como unidades de saúde de alguns municípios não notificam estes acidentes.

De acordo com Paulo, a falta de notificação do acidente pode prejudicar na inspeção, visto que os dados não são passados corretamente para o Cerest. Segundo ele, a falta de informação pode ser um dos fatores que leva o trabalhador, que foi vítima de acidente no trabalho, a não especificar na hora de realizar o atendimento médico.

“O HGE tem notificado alguns dos acidentes, mesmo assim o pessoal da vigilância do Cerest tem trabalhado com a questão da importância e da necessidade de fazer a notificação desses agravos. Uma vez notificando a gente vai fazer inspeção no local para verificar qual o problema e tentar sugerir sugestões de melhorias para evitar acidentes”, acrescentou.

Segundo Fernandes, quando uma empresa apresenta um número elevado de casos de acidentes uma equipe de técnicos vai ao local para verificar o motivo dos acidentes. “Nós fazemos a investigação e obviamente de forma educativa e informativa vemos o que está acontecendo e o que pode ser feito. Conversamos com o trabalhador e com a empresa para melhorar a condição de trabalho”.

O engenheiro de segurança do trabalho aponta para a sensibilização da população trabalhadora para que esteja mais atenta a prevenção, trabalhando de forma segura e seguindo os procedimentos de segurança que a empresa oferece. Aos profissionais da saúde, para que estejam atentos a identificar agravos na saúde do trabalhador e assim desenvolver planos e projetos na prevenção de unidades que afetam a população trabalhadora.

Por Joyce Marina – Colaboradora

Fonte: http://www.cadaminuto.com.br/

Search

+

Atendimento

)
    is typing...

    Preencha o formulário abaixo para nos enviar uma mensagem.

    Enviar Cancel